Pesquisa ENG
 
Newsletter
Nome:
Email: 
 
Enviar  
  » Notícias
  » Entrevistas
  » Newsletters
  » Links Úteis
 
 
 
 
NOVIDADES | Entrevistas
 
Stands
Stands
Office
Office
Espaços Públicos
Espaços Públicos
Museus e Exposições
Museus e Exposições
Display
Display
 
 
O valor do Design Português
Nuno Sá Leal_Profile

1 - Como vê o panorama actual do Design em Portugal?
Actualmente, o Design começa a afirmar-se pela positiva, amadurecendo e começando a ganhar o seu espaço junto da indústria, comércio e sociedade em geral.
Aproveito para chamar a atenção para as conquistas que vamos efectuando a nível de todo o mundo. O nosso Design, começa a ser reconhecido e apreciado pelo seu valor, em grande parte devido ás iniciativas do CPD e do ICEP.


2 - Relativamente ao desenvolvimento do Design noutros países quais pensa serem as tendências ou exemplos de onde poderemos retirar alguns ensinamentos?
Curiosamente um dos últimos modelos da BENTLEY é projecto de um luso descendente. As garrafas de gás da GALP e da BP, já são conhecidas mundialmente. Pelo menos a da GALP já ganhou um prémio. As nossas Universidades são respeitadas por toda a Europa e restantes continentes. Isto não quer dizer que nós somos os melhores ou sequer que os outros têm de vir beber à nossa fonte.
Mas, têm um significado muito forte; sem dúvida que somos bons. Espero é que sempre esteja no nosso espírito observar o que de bom se faz, não num mercado específico, mas sim à nossa volta e sem distinção de alguma espécie ou natureza.
Espero firmemente é que a nossa indústria, os nossos Governantes e a sociedade em geral, olhe para esta situação. Somos sem dúvida um motor da economia.

3 - Considera existirem segmentos ou nichos de mercado que poderão ser melhor abordados e trabalhados pelo Design?
Sem dúvida. Por exemplo a Joalharia/Ourivesaria, o Design de Calçado, o Design de Moda, etc...

4 - Nesses casos, e em geral, qual pensa ser a melhor forma de transmitir a importância da intervenção do Design como elemento diferenciador e fundamental para a aquisição de vantagens competitivas?
Formar, informar, divulgar as boas práticas, divulgar a nossa arte. Investir em novas ferramentas de trabalho. Procurar continuamente novos clientes e através de um bom Design, deixá-lo perceber a força que o design tem nos seus resultados finais.

5 - O que tem feito a sua empresa para responder às necessidades do mercado e que ferramentas tem utilizado para se actualizar?
Pessoalmente, tenho vindo a apoiar tudo quanto possa divulgar o Design. Já fui comissário de diversos seminários e exposições. Lecciono na área do Design. Não perco uma oportunidade de ouvir os outros, observar o seu trabalho e, continuar a estudar no dia a dia. A informática é para mim um bom suporte. A net, um bom meio de divulgação.

6 - Nos projectos que tem desenvolvido tem recorrido à utilização de estruturas modulares? Se não, porquê? Se sim, quais pensa terem sido os principais benefícios que colheu?
Sim, já utilizei e, neste momento, tenho um projecto em mãos que utiliza justamente uma estrutura modular.
A facilidade de concepção, a facilidade e rapidez de montagem, têm-me levado a pensar que é uma ferramenta de trabalho extremamente útil.
Por outro lado, existem fabricantes que facilitam o desenho em CAD das suas peças, pelo que reduz consideravelmente o tempo de trabalho do Designer.

Nuno Leal, Designer de Equipamento - 06/11/2006

 
Entrevistas
 
 
     
 
 
CONTACTOS